O Movimento Tradicionalista Gaúcho realiza, nos dias 14 a 17 de março, a 31ª edição da Fecars – Festa Campeira do Rio Grande do Sul. O evento terá como sede o município de Xangri-lá, no litoral gaúcho, 23ª Região Tradicionalista.

O tradicionalista homenageado é Érico de Souza Jardim, mais conhecido como “Xoto”, natural de Osório e com forte atuação no tradicionalismo da região.
A Fecars contará com a 20ª edição do Seminário de Cultura Campeira como evento paralelo. Na programação, oficinas e palestras, sob o tema “A vida e al ida no campo”.
A expectativa dos organizadores é que participem mais de mil competidores.

Seminário de Prendas
O Movimento Tradicionalista Gaúcho, por meio da vice-presidência de Cultura, realiza no dia 09 de março o 32º Seminário Estadual de Prendas. O evento acontecerá no CTG Querência Crioula, em Giruá, e terá como tema “Legados de união: fortalecendo os laços através da inclusão social”,

Os objetivos do evento são oportunizar a discussão de temas importantes ao tradicionalismo; propiciar a revelação de projetos de inclusão social realizados no interior das Regiões Tradicionalistas e trazer a realidade do dia a dia para dentro das entidades; incentivar a discussão acerca de como incluir pessoas com necessidades especiais no tradicionalismo organizado e descobrir e incentivar projetos pioneiros no “quesito” inclusão (no sentido de alguns projetos já existem, com conhecimento da existência e do resultado os mesmos poderão ser utilizados como modelo para realizações nas entidades tradicionalistas). O evento também busca estimular a juventude a uma participação mais efetiva no Movimento Tradicionalista Gaúcho – MTG, colaborando na organização e realização de eventos socioculturais e projetos desenvolvidos pelo MTG, mais efetiva e consciente em relação ao compromisso do MTG para com a sociedade.

Segundo a vice-presidente de cultura, Mirelle de Faria Hugo, a juventude tradicionalista desde os primórdios possui papel fundamental nas atividades, ações e reflexões realizadas no tradicionalismo. Ela cita como exemplo o tema da Gestão de Prendas e Peões 2018/19, “Liberdade, Igualdade e Humanidade: a juventude tradicionalista como agente transformador da sociedade”. “Acreditamos que o diálogo é o melhor caminho para alcançar a plenitude da harmonia e o bem coletivo, incluindo, assim, as minorias”, afirma.

No evento, será abordada a inclusão social de pessoas com necessidades especiais (surdos, mudos, cegos, cadeirantes, deficiência física em geral…), incentivando a participação, em especial, na Ciranda Cultural de Prendas e no Entrevero Cultural de Peões, em suma, nos concursos culturais.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: