1ª Feira do Livro da FCB: um evento para reforçar vocação e compromisso com a cultura e a tradição gaúchas

 

O Eco da Tradição 223 chega todo especial, abordando como tema o universo dos livros. Por ocasião da 1ª Feira Literária Virtual da Fundação Cultural Gaúcha, cada uma das páginas que seguem desvenda algumas das obras mais procuradas e de maior prestígio no tradicionalismo gaúcho. São 17 títulos que falam sobre o fazer e refletir acerca de nossas raízes regionais, no campo, na dança, na organização formal.

Com a realização da feira e publicação desta edição temática do Eco da Tradição, a FCG reitera seu compromisso com a promoção do saber do povo gaúcho sobre quem é, de onde veio e, a partir desta base, projetar para onde vai. O conhecimento compartilhado em cada livro transporta o leitor para um tempo que existe no nosso imaginário e na composição essencial de quem somos enquanto sujeitos do sul do Brasil a qualquer hora.

Há de se ter em vista dois objetivos principais quando se propõe a realizar um evento nestas especificidades. O primeiro deles é a promoção do hábito da leitura e, o segundo, a democratização do acesso a obras especializadas.

A leitura cumpre diversas funções na vida do ser humano, desde a qualificação do tempo vago até o incremento de um saber técnico. O hábito da leitura é um grande amigo que podemos cultivar. Quem lê desenvolve o pensar crítico, aumenta seu repertório argumentativo e adquire autonomia na resolução de problemas, ao não ficar sujeito à interpretação alheia de mundo e de vida. Age em relação aos fatos e não apenas reage a eles, não ficando, portanto, vulnerável e ao sabor das circunstâncias.

Isso tudo faz da 1ª Feira do Livro da FCG um evento fundamental na democratização do acesso a obras especializadas. Ler é direito de todos.

A FCG, assim, reforça sua vocação em ser um farol na promoção da cultura gaúcha em suas mais diversas manifestações. São 40 anos de firme compromisso com a cultura do Rio Grande, respeitando e difundindo a história, os valores e os princípios que norteiam toda comunidade tradicionalista.

Livros fazem parte desta história e são o andaime na construção de uma trajetória que busca um maior saber e conhecimento. No que toca a cultura gaúcha,

 

Bom proveito!

Este editorial integra a edição 223 do Eco da Tradição

Para baixar gratuitamente a edição do Eco da Tradição 223, clique aqui: https://www.ecodatradicao.com.br/wp-content/uploads/2021/05/Eco-da-Tradicao-223.pdf