Artística do MTG: Trabalho forte e democrático de organização administrativa

O ano de 2020, que impediu a realização dos eventos presenciais, oportunizou por outro lado um olhar interno e administrativo na vice-presidência artística do MTG, coordenada por Valmir Böhmer. Segundo ele, em várias ocasiões foram prestados apoios aos departamentos artísticos regionais no desenvolvimento de atividades virtuais com modalidades específicas. “Ao longo de todo tempo, todos os assuntos relacionados ou de interesse da artística foram expostos e debatidos via whatsapp no grupo dos diretores artísticos regionais. Da mesma forma,  as equipes de avaliação de todas as modalidades realizaram treinamentos”. Confira as principais realizações até o momento.

Janeiro
Posse do novo Conselho Diretor

Fevereiro
– 01 de fevereiro de 2020: Apresentação à diretoria de providências a serem promovidas no curto e no médio prazos para o desenvolvimento da área artística. Exemplos: nova edição do livro de danças, considerações sobre o Fegadan – Festival Gaúcho de Dança, considerações sobre os Enarts – Encontro de Artes e Tradição Gaúcha, datas para painéis e e cursos de instrutores, bem como fatores negativos indicados pelos diretores de 2019 etc;
– De 07 a 09 de fevereiro: Promoção e apoio ao 33º Rodeio de Vacaria, onde também uma equipe esteve presente para aprender o formato dos trabalhos lá realizados;
– 11 de fevereiro: Compartilhamento, com os diretores artísticos regionais, o contato para divulgação de eventos via jornal Eco da Tradição, informativo oficial do Movimento Tradicionalista Gaúcho e Fundação Cultural Gaúcha;
– 20 de fevereiro: Os diretores artísticos regionais foram informados sobre as datas de um encontro estadual da área artística, previsto para os dias 14 e 15 de março na SG Lomba Grande), bem como as datas dos Painéis e Cursos que seriam realizados durante o ano referente à área artística.

Março
– 05 de março: Divulgação da programação da inter-regional de Jaguarão;
– 09 de março: Foi dado início ao trabalho de agendamento das regionais com os diretores artísticos regionais;
– 10 de março: Foi disponibilizado aos diretores artísticos regionais o Ofício de nº 06/20, orientando para a disponibilização das equipes de avaliação do MTG;
– 13 de março: Cancelamento da reunião agendada para os dias 14 e 15 de março na SG Lomba Grande, em face da pandemia de covid-19 e as consequentes medidas sanitárias necessárias;
– 13 a 15 de março: Promoção e apoio presencial ao 42º Rodeio Nacional de Campo Bom;
– 26 de março: Primeira live da vice-presidência artística, divulgando a relação de diretores das modalidades, bem como a relação de vagas para as inter-regionais, e ainda abrindo a oportunidade para as Regiões Tradicionalistas indicarem avaliadores. Por conta da pandemia, a relação de vagas das inter-regionais valerão para 2021;

Abril
Dentre as atividades que seriam exercidas na reunião dos dias 14 e 15 de março na SG Lomba Grande, programou-se ouvir as entidades com relação aos regulamentos que norteiam o Movimento, bem como os procedimentos estabelecidos a partir das orientações, resoluções, notas e diretrizes. Diante da pandemia, na busca de ouvir as entidades, foi programada a aplicação de um questionário.
– 10 de abril: Primeira reunião virtual com os diretores artísticos regionais na história do MTG, ocasião em que divulgamos o questionário a ser respondido pelas entidades e RTs;
– 14 de abril: A vice-presidência artística buscou valorizar e prestigiar a categoria, realizando uma live com os artistas da trova;
– 15 de abril: Iniciado o trabalho de distribuição de cestas básicas para músicos, instrutores e trabalhadores de entidades tradicionalistas. Com o auxílio de coordenadores e diretores artísticos regionais, foram distribuídas mais de 150 cestas básicas;
– 15 de abril: Iniciado o trabalho para a 5º edição do livro de danças do MTG;
– 16 de abril: Visando ampliar o conhecimento coletivo da modalidade, bem como buscando valorizar e prestigiar a categoria, a vice-presidência artística realizou uma live com a equipe de avaliação da declamação;
– 18 de abril: Divulgado o resultado do primeiro concurso virtual de chula da história, a Chula Web, onde figuraram como finalistas: a) Miguel Gheno Lorenzi – GAN Anita Garibaldi, de Encantado; b) Bryan do Carmo Matos – CTG Gildo de Freitas, de Porto Alegre; c) Maurício Paini – CTG Gaudério Serrano, de Bento Gonçalves; c) Marcus Vinícius Benck – CTG Gildo de Freitas, de Porto Alegre; d) Guilherme Brandão – PT Orelhano, de Quaraí; e) Marlos Baschera – GAN Lagoa Vermelha, de Lagoa Vermelha, sagrando-se como vencedor pelo voto popular o participante Mauricio Paini, e o vencedor pela avaliação técnica grande campeão o Marcus Vinícius Benck.
– 23 de abril: Concluída a composição das equipes avaliadoras, foi disponibilizada para os coordenadores regionais a relação das integrantes, a fim de expressarem eventual oposição. Também foi iniciado o trabalho de preparação das equipes;
– 30 de abril: Primeira reunião virtual com os participantes do Fegadan na história do MTG.

Maio
– 05/05/2020 – Formação de uma equipe e iniciado o trabalho de conferência dos relatórios distribuído para as Regiões em 10/04;
– No decorrer do mês de maio foi dada continuidade aos trabalhos:
– Livro de Danças Tradicionais do MTG;
– Preparação das equipes de avaliação;
– 14 de maio: Reunião virtual com a direção artística e entidades da 24ª Região Tradicionalista;
– 18 de maio: Início do trabalho para o livro de chula do MTG;
– 19 de maio: Ingresso na equipe da CBTG para auxiliar na elaboração e composição da geração de um festival nacional que prestigie a arte praticada em eventos como o Fegadan, Rodeio de Vacaria etc;
– 21 de maio: Apresentação à diretoria de uma sugestão de máscaras padronizadas do MTG, visando a preservação de quem trabalha pelo Movimento;
– 24 de maio: Elaboração e apresentação ao departamento jurídico do MTG de uma sugestão de protocolo visando procedimentos para uma possível flexibilização e retomada gradativa das atividades artísticas.

Junho
No decorrer do mês de junho:
– Conclusão do relatório oriundo do questionário distribuído aos diretores artísticos regionais em 10 de abril, disponibilizando-o para todas as regiões e entidades;
– Conjuntamente com a equipe que apreciou os relatórios, bem como com a participação dos diretores artísticos regionais, e diretores das modalidades, foram elaboradas 20 propostas de alterações dos regulamentos;
– 02 de junho: Dada continuidade aos trabalhos para o livro de danças de salão do MTG, iniciado em 2017;
– 12 de junho: Devido à saída de alguns componentes, foi recomposta a equipe de chula. A relação da nova equipe foi submetida aos coordenadores;
– 17 de junho: Reunião virtual com os diretores artísticos regionais, tratando das propostas que seriam apresentadas para a Convenção, e para levar a diretoria do MTG para as regiões, colocando a vice-presidência artística à disposição para participar dos encontros regionais;
– 19 de junho: Live da Trova alusiva ao nascimento do Gildo de Freitas;
– 22 de junho: Reunião virtual com a direção artística e entidades da 7ª Região Tradicionalista.

Julho
– 01 de julho: Reunião virtual com a direção artística e entidades da 30ª Região Tradicionalista;
– 04 de julho: Reunião virtual com a direção artística e entidades da 13ª Região Tradicionalista;
– 07 de julho: Live apresentando o relatório do questionário respondido pelas entidades;
– 11 de julho: Realização da grande final do Cante e Encante, que contou com a participação de 20 composições na modalidade competição, e quatro composições na modalidade participação, tendo-se sagrado como grande campeão e mais popular a composição apresentada pelo CTG Estância da Serra, da 23ªRT;
– 14 de julho: A partir de um projeto piloto capitaneado pela 18ª Região Tradicionalista, a equipe de declamação iniciou os trabalhos de painéis regionais;
– 16 de julho: Em reunião virtual com os diretores artísticos regionais, a vice-presidência artística apresentou a sugestão, para desenvolvimento em conjunto com as coordenadorias regionais, a ideia de um festival virtual, chamado Enviart. Como somente a 1ª e a 14ª RTs se posicionaram a favor do festival, a ideia foi descartada;
– 24 de julho: Através de uma live, a equipe de chula apresentou considerações e justificativas para alterações no regulamento;
– 26 de julho: Concluídos os trabalhos para a 5ª edição do livro de danças do MTG, tendo a obra sido enviada para a gráfica;

Agosto
– 04 de agosto: Apresentação à diretoria de sugestão de projeto de lei reconhecendo os Enarts Pré-Mirim, Mirim e Juvenil no enquadramento das Leis Estaduais 14.578/2014 e 14.579/2014;
– 05 de agosto: A partir de um entendimento alcançado com o Conselho Diretor e coordenadores regionais, foi anunciado o cancelamento dos eventos artísticos programados para 2020;
– 13 de agosto: Live com a equipe de avaliação do Fegadan, apresentando considerações e construções com relação ao festival;
– 20 de agosto: Reunião virtual com os diretores artísticos regionais para a implantação da segunda fase do questionário, visando obter as sugestões de alterações das entidades e regiões;
– 25 de agosto: Live com os diretores da cada modalidade, apresentando um balanço do trabalho realizado no ano até esta data;
– 27 de agosto: Reunião da equipe de avaliação do Fegadan com os participantes do referido evento para construção de um evento virtual;

Setembro
– Apresentação à diretoria de sugestão de projeto de Lei reconhecendo os Enarts Pré-Mirim, Mirim e Juvenil no enquadramento das Leis Estaduais 14.578/2014 e 14.579/2014;

Outubro
– 17 de outubro: Primeiro Painel de Coreografias do MTG (Danças Tradicionais Enart), transmitido de forma virtual com alcance estimativo superior a dez mil pessoas.
– 25 de outubro: Missa Crioula alusiva ao aniversário do MTG;
– 26 de outubro: Live de lançamento da 5ª Edição do Livro de Danças do MTG;
– 28 de outubro: Aniversário do MTG, transmitido ao vivo do MTG;
– 29 de outubro: Prestação de Contas e Relatório Virtual de Atividades;
– 31 de outubro: Primeira Convenção Extraordinária Virtual do Movimento Tradicionalista Gaúcho;

Novembro
– 01 de novembro: Primeiro Painel de Correção Coreográfica do MTG (Danças Tradicionais Enart), transmitido de forma virtual com alcance estimativo superior a dez mil pessoas;
– 05 de novembro: Live das atividades que seriam promovidas alusivas ao Enart;
– 07 de novembro: Primeiro Painel de Harmonia do MTG (Danças Tradicionais Enart), transmitido de forma virtual com alcance estimativo superior a 13 mil pessoas;
– 08 de novembro: Primeiro Painel de Interpretação do MTG (Danças Tradicionais Enart), transmitido de forma virtual com alcance estimativo superior a 15 mil pessoas;

Lives alusivas ao Enart:
– 09 de novembro: Musicais de Invernadas e Instrumentos;
– 10 de novembro: Trova e Causo;
– 11 de novembro: Chula;
– 12 de novembro: Intérpretes;
– 13 de novembro: Declamação;
– 14 de novembro: Danças de Salão;
– 15 de novembro: Danças Tradicionais;
– 14 de novembro: Participação na live da Mostra Artística do Enart promovida pela vice-presidência de Cultura;
– 16 de novembro: Reunião virtual com os Instrutores e Coordenadoria Regional da 9ª RT, para esclarecimentos sobre a criação de um departamento de instrutores e músicos no MTG;
– 19 de novembro: Reunião virtual com os diretores artísticos regionais para obter um posicionamento das regiões com relação à criação de um departamento de instrutores e músicos no MTG;
– 20 a 22 de novembro: Convenção e Congresso da Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha – CBTG – em Diadema/SP, onde foi apresentado e aprovado o regulamento do Festival de Danças Campesinas, bem como das alterações para os regulamentos da música e da chula;
– 28 de novembro: Primeiro Painel de Danças Tradicionais do MTG (Enart) para as categorias Pré-mirim, Mirim e Juvenil, transmitido de forma virtual com alcance estimado superior a dez mil pessoas;
– 29 de novembro: Live de lançamento do canal no Youtube do Festival de Dança com Paixão;

Dezembro:
12 de dezembro: Painel de Causo